Para uma boa noite de sono, que tal apostar na Lavanda (Lavandula Angustifólia)?



Uma boa noite de sono é crucial para a saúde e para o bem-estar físico, mental e emocional. O efeito imediato de noites mal dormidas podem causar sonolência diurna, fadiga, mau humor e prejuízo no desempenho, enquanto os efeitos a longo prazo incluem hipertensão, inflamação, obesidade e intolerância à glicose.

Diversos hábitos genéticos, ambientais e fatores psicobiológicos estão associados à indução e manutenção do sono. Devido a importância de um sono adequado, diferentes meios são usados como precursores do sono, entrando em ação a Lavanda.


O óleo essencial de lavanda pode ser extraído dos ramos e das flores de Lavandula angustifolia, uma planta pertencente à família Lamiaceae com estrutura química composta principalmente por acetato de linalila e linalool. Esses compostos estão relacionados com os efeitos hipnóticos e ansiolíticos do óleo essencial de lavanda.


Aromaterapia


A aromaterapia é a área que utiliza óleos essenciais puros, derivado de plantas medicinais, para gerar propriedades terapêuticas. Existem diversos métodos de utilização de óleos essenciais, incluindo:

  • Inalação

  • Absorção cutânea por meio de massagem

  • Aplicação de pequenas quantidades de óleo essencial na roupa ou travesseiro.


Óleo essencial de lavanda e sono

A inalação do óleo de Lavandula angustifolia possui efeito ansiolítico e de inibição da memória do medo. Essa ação está relacionada com a atuação antagonista aos receptores de glutamato (NMDA), diminuindo as vias neurológicas responsáveis pelo estado de alerta, além de inibir o transportador de serotonina (SERT).


Outro efeito benéfico da inalação do óleo de lavanda relaciona-se com a sua atuação no sistema nervoso autônomo. A Lavandula angustifolia nesse caso irá diminuir a pressão arterial, a frequência cardíaca e a temperatura da pele, facilitando o início do sono. Esse óleo, portanto, diminui a latência para o início do sono e aumenta a duração do mesmo.

Além disso, a lavanda reduz os níveis de ansiedade e depressão, condições que podem impactar diretamente no padrão de sono. Isso pode ocorrer pelo fato da Lavandula angustifolia ser rica em linalool, que interage com o sistema serotonérgico.


Já com relação à ação hipnótica desse composto, é importante destacar que a inalação do óleo essencial de lavanda aumenta a atividade de ondas alfa, associadas ao relaxamento, e reduz a atividade de ondas betas, frequentes durante o estado de vigília. Esses efeitos norteiam o uso da mesma para distúrbios de sono, ansiedade e estresse.

Sendo assim, o óleo essencial de lavanda apresenta uma melhora significativa nos níveis de ansiedade, depressão, na qualidade de sono e quantidade de sono, no estresse e consequentemente na qualidade de vida em geral. A utilização desse óleo possui poucas contraindicações e efeitos adversos.


Os efeitos colaterais, mesmo que raros, podem incluir dor de cabeça, constipação, dispepsia (desconforto digestivo) e eructação (popularmente conhecido como arroto).


Seu uso pode ser indicado para melhorar a qualidade do sono em ambiente hospitalar, em pacientes com complicações cardíacas, em puérberas, mulheres no período da pós-menopausa, população idosa, indivíduos com transtorno de ansiedade e depressão ou por pessoas que apenas querem ter uma boa noite de sono. Independente do motivo, é fundamental o acompanhamento com um profissional qualificado! Lembrando que não é recomendado utilizá-lo no primeiro trimestre da gestação.



Saiba mais sobre plantas medicinais com o meu Guia!



Referências: DONELLI, Davide et al. Effects of lavender on anxiety: a systematic review and meta-analysis. Phytomedicine, [S.L.], v. 65, p. 153099, dez. 2019. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.phymed.2019.153099.

LILLEHEI, Angela S. et al. A Systematic Review of the Effect of Inhaled Essential Oils on Sleep. The Journal Of Alternative And Complementary Medicine, [S.L.], v. 20, n. 6, p. 441-451, jun. 2014. Mary Ann Liebert Inc. http://dx.doi.org/10.1089/acm.2013.0311.

LILLEHEI, Angela Smith et al. Well-Being and Self-Assessment of Change: secondary analysis of an rct that demonstrated benefit of inhaled lavender and sleep hygiene in college students with sleep problems. Explore, [S.L.], v. 12, n. 6, p. 427-435, nov. 2016. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.explore.2016.08.004