top of page

Minha Síndrome do intestino irritável pode me fazer ganhar peso?


Hoje é difícil encontrar um profissional da nutrição que, mesmo que não seja da área do emagrecimento, não tenha sido questionado sobre ganho ou perda de peso. Isso se deve por diversos fatores, sendo os padrões de beleza atuais o maior de todos. A Síndrome do Intestino Irritável (SII) causa alterações no padrão alimentar do paciente e no eixo intestino-cérebro, mas ela pode ser a causa do ganho e perda de peso?


Existem inúmeros fatores para a perda e ganho de peso, o ambiente, saúde mental, transtornos alimentares, medicamentos, uma vida sedentária, hormônios, enfim.


Alguns sintomas da SII podem parecer ter efeito no peso do paciente, mas podem apenas se tratar de sintomas. Uma SII diarréica pode trazer uma perda de peso não intencional, mas uma SII com constipação pode fazer o peso na balança aumentar, já que um montante de fezes não é eliminado. Outra confusão que acontece é com a distensão abdominal, que pode parecer um ganho de peso, mas é apenas água e gases.


Um paciente com SII, sem acompanhamento nutricional, pode retirar uma variedade de alimentos de sua rotina, o que pode levar a uma falta de balanço nutricional e excesso de alimentos que são considerados "seguros". Esse alimento muito provavelmente será baixo em fibras, que tem papel na saciedade, que por sua vez diminui a fome desse paciente. Tudo isso faz com que a ingestão de refeições altas em energia suba e aconteça o ganho de peso.


Além disso, pessoas com SII podem praticar menos atividade física por estarem sentindo dor ou vergonha da distensão abdominal ou medo de precisar de um banheiro, e sabemos que o exercício é uma parte importante para manutenção, ganho ou perda de peso.


Por outro lado, um paciente com SII passando por um momento com sintomas pode passar a comer menos por medo de passar a sofrer com ainda mais sintomas, passando por momentos de jejum não planejados, que pode resultar em uma perda de peso.


Alguns pacientes com SII não sentem ganho ou perda de peso. De qualquer forma, se faz necessário o acompanhamento com nutricionista para manejo nutricional e para evitar alterações que podem trazer danos para a saúde do paciente.

Comments


bottom of page