top of page

Leites A1 e A2


Você já deve ter visto leites A1 e A2 sendo comercializados em alguns sites e mercados, sendo que, segundo algumas dessas marcas, prometem que o leite A2 é mais saudável e uma melhor opção de consumo, mas você sabe qual a diferença entre eles?


A caseína é uma das proteínas do leite, sendo que no leite, existem alguns tipos de caseína, como a beta-caseína. Já a beta-caseína se divide em dois tipos: A1, de vacas do norte da europa, como a holstein-frísia; e A2, vacas das Ilhas do Canal e sul da França, como as jerseys.


Enquanto uma vaca de leite A1 contém beta-caseína A2, a vaca de leite A2 só contém beta-caseína A2. Durante a digestão do leite A1, o beta-casomorfina 7 (BCM7), um peptídeo opióide é liberado, e por isso, A1 é considerado de menor qualidade. Além disso, já foram realizados estudos que mostraram que BCM7 pode ter relação com Diabetes tipo 1, doenças cardiovasculares, autismo e problemas de digestão.


A intolerância à lactose é a falta da enzima lactase produzida pelo corpo, que por sua vez, não digere o carboidrato, causando alguns sintomas, como distensão abdominal, gases e diarreia. A quantidade de lactose nos leites A1 e A2 é a mesma, porém, há quem defenda que o leite A2 causa menos distensão abdominal, visto que outros componentes do leite podem também levar a esse sintoma. Estudos mostraram também que a beta-caseína A1 pode aumentar a inflamação no sistema digestivo.


Por se tratar de um alimento altamente rico e nutritivo, vale a pena manter o consumo do leite de vaca para pessoas que gostam e não possuem contraindicações. O leite A2 vem como uma opção para aqueles que sentem desconforto e estão dispostos a testar a possibilidade, já que hoje já é fácil encontrar este leite nas prateleiras.

Comments


bottom of page