• Karina Al Assal

Posbióticos: uma nova perspectiva

As bactérias intestinais dependem totalmente de seu hospedeiro para fornecer os nutrientes necessários que podem promover o crescimento da microbiota. No entanto, bactérias produzem metabólitos durante seu ciclo de vida. Esses compostos desempenham um papel fundamental na regulação do auto crescimento, desenvolvimento, reprodução, estimulam o crescimento de outros organismos benéficos, comunicação célula a célula e proteção contra fatores de estresse.



Os posbióticos são produtos do processo de fermentação realizado pelos probióticos no intestino. Em outras palavras, à medida que os probióticos se alimentam de prebióticos, os posbióticos são produzidos. Eles são basicamente o “desperdício” dos probióticos.


Esses resíduos de produtos não parecem ser muito úteis para nós. Mas, na verdade, eles são, de fato, responsáveis ​​por várias funções importantes de aumento da saúde em nosso intestino

Apesar dos benéficos à saúde dos posbióticos não estarem totalmente elucidados, os estudos mostram que os posbióticos possuem diferentes propriedades funcionais, incluindo antimicrobiano, antioxidante e imunomodulador. Essas propriedades podem afetar positivamente a homeostase da microbiota e as vias metabólicas e de sinalização do hospedeiro, afetando assim reações fisiológicas, imunológicas, neuro-hormonais, regulatórias e metabólicas específicas.


Em geral, os posbióticos possuem várias propriedades atraentes, como estruturas químicas claras, parâmetros de dosagem de segurança e vida útil mais longa, que são muito procurados. Além disso, estudos mostraram que os posbióticos têm absorção, metabolismo, distribuição e habilidades de excreção favoráveis, o que pode indicar uma alta capacidade de sinalizar diferentes órgãos e tecidos no hospedeiro, provocando assim várias respostas biológicas.

  • instagram
  • facebook
  • youtube
  • podcast
  • linkedin
whats-03.png

whatsapp

©2020 KARINA AL ASSAL - CRN 17275

  • instagram
  • youtube
  • podcast
logo karina.png