Nutrição, genes e fatores ambientais

É fato que o estilo de vida moderno impacta na saúde. Menor prática de exercícios físicos, mais compromissos e consequente menos tempo para preparar refeições saudáveis e se alimentar bem, mais estresse e maior oferta de alimentos refinados e ultraprocessados.



Com isso, percebe-se o aumento dos índices de doenças crônicas não transmissíveis em indivíduos cada vez mais jovens.


Sabe-se que a nutrição sofre influência de fatores genéticos e ambientais. Os fatores ambientais são, como já citado, o estilo de vida, além de questões como conhecimento, crenças, ambiente, acesso aos alimentos e segurança alimentar.


Conhecimento, pois muitas vezes, o individuo não sabe diferenciar um alimento saudável e um alimento que deveria ser evitado, ou então acredita que alguns produtos processados vendidos como saudáveis, são realmente saudáveis, quando na verdade não são.


As crenças que estão ligadas a hábitos da família ou questões religiosas. O ambiente na qual o indivíduo vive, ao redor de pessoal que não se alimentam adequadamente, ou em uma casa com ofertas de diferentes alimentos refinados e ultra processados, entre outras. E em relação ao acesso e segurança alimentar, diz respeito as condições socioeconômicas do indivíduo, lugar onde mora etc.


Assim, quando os fatores ambientais influenciam de forma negativa na nutrição do indivíduo, percebe-se também impactos na nutrigenômica do indivíduo, já que a ingestão constante e excessiva de alimentos pouco saudáveis é capaz de modificar a forma em que os genes serão expressos, e isso gera consequências na composição corporal, bem-estar e saúde em geral.