Quais são os mecanismos de ação dos nootrópicos?

Os nootrópicos são substâncias que melhoram ou aumentam a performance cerebral, atuando de 6 maneiras diferentes.



Pode-se dizer que existem três principais mecanismos de ação dos nootrópicos, sendo eles: Modulação dos Neurotransmissores; Neuroproteção e Modulação de Sinal de Transmissão; e Ação Antioxidante, Vasodilatadora e Propriedades Adaptógenas.


Exemplos de Nootrópicos que agem através da modulação de neurotransmissores são: Gingko biloba, Mucuna prurines, Baacopa monieri, -L-teanina, Acetil L-carnitina.


Nootrópicos que atuam pela neuroproteção e modulação de sinal de transmissão, são por exemplo: Gingko biloba, Ashwagandha, Baacopa monieri, Centelia aziatica.


E exemplos de Nootrópicos que possuem ação antioxidante, vasodilatadora e propriedades daptógenas, são: Rhodiola rosea, Panax ginseng, Baacopa monieri, Gingko biloba.


Assim, percebe-se que um composto nootrópico pode agir através de mais de um mecanismo de ação dentro do organismo, e por isso deve-se ter muito cuidado para administrar essas substâncias para um indivíduo.