Frutas liofilizadas: quais as vantagens e como incluí-las na alimentação


Que frutas são alimentos indispensáveis em uma rotina alimentar saudável você já deve saber… Além de serem ótimas fontes de carboidratos, com boa quantidade de fibras, muito dos efeitos positivos que exercem na nossa saúde estão relacionados aos compostos bioativos que possuem. Esses compostos podem ser de diferentes “tipos”, e de acordo com sua natureza vão ter algum potencial específico, podendo ajudar no combate e redução da inflamação, dar suporte para o sistema imune, melhorar a produção de energia nas nossas células, atuar como antioxidantes… A riqueza que encontramos na matriz das frutas é essencial se queremos um corpo que funcione de maneira mais saudável.


Acho que com essa introdução já deu para te convencer que você precisa incluir frutas na sua alimentação, certo? E como essa inclusão tem sido uma tendência cada vez maior, a indústria entrou na jogada para tentar acompanhá-la… As frutas frescas sempre vão ser a melhor opção porque nada se compara ao alimento in natura, exatamente como ele saiu da natureza. Mas na correria do dia a dia, ter outras opções de “formas” de consumir frutas pode ajudar a fazer com que elas estejam mais presentes na alimentação.


É nesse cenário que surgem as frutas liofilizadas: nada mais são que frutas desidratadas, porém bem diferentes daquelas que provavelmente vieram à sua mente. Na liofilização, as frutas são desidratadas por congelamento sob vácuo. Ou seja, em temperaturas e pressão bem baixa, a água é congelada e retirada da fruta, sem causar quase nenhum impacto em sua estrutura, além de manter a maioria dos compostos bioativos que ela possui. O resultado são snacks crocantes, que duram muito mais tempo e são muito mais nutritivos.


As técnicas tradicionais de desidratação - osmótica ou por ar seco - são mais baratas, porém não garantem produtos que aumentam muito mais o prazo de validade, pois ainda permanece uma quantidade considerável de água; apresentam uma textura mais macia e parecida com as frutas, e a liofilização vem como uma maneira de trazer ainda mais variedade para a rotina; e talvez o ponto mais importante é que ocorre uma perda considerável de compostos que são dissolvidos na água ou sensíveis à temperatura.


Isso não quer dizer que APENAS as frutas liofilizadas são boas opções de frutas desidratadas, mas elas realmente apresentam várias vantagens. O interessante dessa opção é que trata-se de um snack super prático, que você pode levar na bolsa para qualquer lugar, sem correr o risco de estragar por conta do calor (ou se você esquecer por alguns dias ali), e que ajuda a trazer mais novidades para a sua rotina saudável, devido à sua textura bem diferente. Podem compor os lanchinhos acompanhando uma fonte de proteína (em pó, ovos e queijos) e/ou de gorduras (castanhas, coco, sementes…) ou, ainda, completar um bowl de iogurte bem nutritivo.


Atualmente, ainda é muito mais fácil encontrar essas opções no exterior, mas aqui no Brasil já encontramos algumas opções. De qualquer forma, já salva essa dica e quando encontrar uma fruta liofilizada por aí, não perca a oportunidade de experimentar e incluir na sua rotina!

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Silva‐Espinoza, M. A., Salvador, A., Camacho, M. del M., & Martínez‐Navarrete, N. (2021). Impact of freeze‐drying conditions on the sensory perception of a freeze‐dried orange snack. Journal of the Science of Food and Agriculture, 101(11), 4585–4590. doi:10.1002/jsfa.11101

Bhatta, S., Stevanovic Janezic, T., & Ratti, C. (2020). Freeze-Drying of Plant-Based Foods. Foods (Basel, Switzerland), 9(1), 87. https://doi.org/10.3390/foods9010087