• Karina Al Assal

Você conhece os simbióticos e seus efeitos na saúde?

Primeiramente, a ideia dos simbióticos era criar um produto com a adição de um probiótico e um prebiótico.

Após estudos, percebeu-se que seria possível projetar uma combinação de um microrganismo vivo e uma substância parecida com um prebiótico, que poderiam trabalhar juntos. A substância parecida com um prebiótico alimentaria o microrganismo vivo, mas nenhum dos dois por si só iriam necessariamente atender às definições de "probiótico" e "prebiótico”. Portanto, a definição de simbiótico não é simplesmente um probiótico + prebiótico.


A definição de simbiótico é uma mistura, que compreende microrganismos vivos e substratos utilizados seletivamente por microrganismos hospedeiros, que confere um benefício à saúde do hospedeiro.


Um simbiótico pode atuar nos ecossistemas microbianos intestinais ou não intestinais do corpo e pode ser formulado em produtos que se encaixam em uma série de categorias regulatórias (como alimentos, cosméticos, medicamentos ou suplementos nutricionais).


Os simbióticos podem ser formulados usando duas abordagens:


Os simbióticos complementares, que são uma mistura de probióticos + prebióticos. Cada um funciona de forma independente para alcançar um ou mais benefícios para a saúde.

Funcionará basicamente da seguinte maneira: O prebiótico é utilizado por microrganismos benéficos da microbiota hospedeira. A alteração da microbiota hospedeira resulta em benefícios para a saúde. E o probiótico escolhido resulta em um benefício à saúde.


Os componentes probióticos e prebióticos do simbiótico complementar devem atender aos critérios mínimos de um probiótico e prebiótico.


Os simbióticos sinérgicos, que são uma mistura de um substrato utilizado seletivamente, que terá função de prebiótico, é um microorganismo vivo escolhido por sua capacidade de gerar benefícios na saúde. Componentes que compreendem os simbióticos sinérgicos trabalham juntos para trazer benefícios à saúde.


Funcionará basicamente da seguinte forma: O substrato é utilizado pelo microrganismo vivo coadministrado. O microrganismo vivo resulta em um benefício à saúde. O substrato pode ser utilizado pela microbiota hospedeira. A microbiota hospedeira pode gerar algum benefício à saúde.


Os efeitos benéficos dos simbióticos, tanto complementares quanto sinérgicos, sobre a saúde devem ser percebidos no hospedeiro.

Posts recentes

Ver tudo

5 chás ao manejo da SIBO

Os chás são fortes aliados para o tratamento da SIBO pois eles possuem muitas propriedades relevantes contra a doença, como por exemplo a ação antiviral, antifúngica, antibacteriana, anti-inflamatória

  • instagram
  • facebook
  • youtube
  • podcast
  • linkedin
whats-03.png

whatsapp

©2020 KARINA AL ASSAL - CRN 17275

  • instagram
  • youtube
  • podcast
logo karina.png