• Karina Al Assal

Síndrome do Intestino irritável


Existem distúrbios que se originam a partir de alterações do eixo

intestino-cérebro, e a Síndrome do Intestino Irritável (SII) é um

deles. A partir de relatórios feitos por especialistas de SII, sabe-se

que demora cerca de 4 anos para que as pessoas afetadas recebam

um diagnóstico adequado.

Quanto ao desenvolvimento dessa síndrome, é necessário trabalhar

com possibilidades, já que a SII tem causa multifatorial. Pode-se

considerar alteração da microbiota, hipersensibilidade visceral,

propensão genética como possíveis desencadeadores da SII, sem

contar os chamados Gatilhos.

Os gatilhos para a SII podem ser estresse, ansiedade, eventos

traumáticos, depressão, alteração hormonal e alimentos que gerem

intolerância ou sensibilidade.

Falando um pouco mais sobre microbiota alterada como causa da

SII, dependendo dos hábitos alimentares e alimentos ingeridos

diariamente, é possível formar uma microbiota específica e

consequentemente diferentes populações de bactérias no intestino

de cada pessoa. Quando os hábitos alimentares são inadequados,

as bactérias do intestino ficam em desequilíbrio e isso pode gerar

disbiose da microbiota. Quando o desequilíbrio persiste e a disbiose

se torna crônica, pode-se desenvolver a SII.

Sabe-se também que a modulação emocional das respostas do

cérebro aos estímulos intestinais pode ser distorcida em pessoas

com SII. Assim, ações cotidianas, sentimentos e pensamentos são

constantemente influenciados pelo desconforto ou dores em pessoas

afetadas por SII, e com isso a pessoa passa a evitar atividades

rotineiras, exercício físico e consequentemente o isolamento social é

mais frequente.

  • instagram
  • facebook
  • youtube
  • podcast
  • linkedin
whats-03.png

whatsapp

©2020 KARINA AL ASSAL - CRN 17275

  • instagram
  • youtube
  • podcast
logo karina.png