top of page

Fibras Solúveis

As fibras são carboidratos comestíveis de plantas que o corpo humano não é capaz de digerir pela falta de enzimas digestivas específicas. No entanto, algumas dessas fibras são utilizadas e trazem benefícios para a microbiota intestinal além da saúde geral.


Segundo o Guia Alimentar para a População Brasileira, a recomendação é que um indivíduo adulto consuma pelo menos 25 gramas de fibras por dia. Essa recomendação não é fácil de ser alcançada, visto que hoje a oferta de alimentos pobres em fibras aumentou, e as pessoas estão cada vez com menos tempo, à procura de praticidade na cozinha, com alimentos congelados prontos para servir.


Entre os inúmeros benefícios do consumo adequado de fibras, temos a saciedade, que ajuda a controlar os níveis de fome, a regulação da glicose, benéfica para pessoas com diabetes, ou para a prevenção da mesma. Existem evidências que mostram que as fibras também protegem o sistema cardiovascular e diminui a incidência de câncer.


No intestino, as fibras podem alterar a composição da sua microbiota, aumentar a velocidade do qual o alimento é digerido, e assim melhorar um quadro de constipação, além de render metabólitos benéficos para a saúde, resultados da fermentação que a microbiota realiza com tais fibras.


As fibras são classificadas entre solúveis e insolúveis. As solúveis são fermentadas pelas bactérias intestinais e ajudam a formar o bolo fecal. Exemplos de fibras solúveis são aveia, feijão, maçã, banana, cenoura, etc. Já as fibras insolúveis não são digeridas pelo trato gastrointestinal, seu papel é de proporcionar volume para o bolo fecal. Exemplos de fibras insolúveis são cascas de alimentos naturais, grãos, vegetais folhosos e etc.


Ao combinar fibras solúveis e insolúveis na quantidade recomendada diária, é possível extrair todos os benefícios que uma alimentação saudável pode nos oferecer. No próximo post, vamos ensinar formas de adicionar fibras na sua rotina.




Referências:

Brasil. ministério da saúde. secretaria de atenção à saúde. departamento de atenção Básica. Guia alimentar para a população brasileira / ministério da saúde, secretaria de atenção à saúde, departamento de atenção Básica. – 2. ed. – Brasília : ministério da saúde, 2014.


Soliman GA. Dietary Fiber, Atherosclerosis, and Cardiovascular Disease. Nutrients. 2019;11(5):1155. Published 2019 May 23. doi:10.3390/nu11051155






ความคิดเห็น


bottom of page