Estratégias nutricionais para mulheres pós-menopausa

A pós-menopausa é o período que existe entre o último ciclo menstrual e o fim da vida de uma mulher, geralmente ele se inicia na faixa etária de 52 anos. Durante essa fase os níveis do hormônio estrogênio caem bastante e os ovários perdem sua função se tornando inativos. Além disso, a absorção de cálcio é diminuída no intestino, devido à menor síntese do hormônio calcitonina que tem como função impedir a desmineralização óssea, mecanismo que torna os ossos mais frágeis à quebra.


A fase de pós-menopausa pode provocar muitos dos sintomas que estão presentes no período da menopausa, incluindo as ondas de calor, ardência e secura vaginal, sudorese, dor de cabeça, palpitação, irritabilidade, insônia, osteoporose, cansaço e tontura. Mas, também promove diversas alterações emocionais, hormonais e físicas devido a interrupção do ciclo menstrual.


Diversos prejuízos ao metabolismo das mulheres ocorrem no período de pós menopausa, mas existem estratégias alimentares que são capazes de amenizar esse sintomas e efeitos deletérios, dos quais é possível citar:

  • Redução do consumo de alimentos ricos em gorduras saturadas;

  • Menor ingestão de bebidas com cafeína e álcool;

  • Inserir diariamente frutas, legumes e verduras na alimentação;

  • Aumentar o consumo de água.

  • Maior consumo de alimentos ricos em cálcio;


Em relação ao cálcio, é importante se ter atenção para as refeições em que a absorção de cálcio for prioridade, pois o consumo de alta quantidade de fibras nessa refeição pode prejudicar a absorção do cálcio por reduzir sua biodisponibilidade.


As dietas baseadas em plantas ou também chamadas de plant-based, estão muito associadas com a melhora ou ausência de alguns dos sintomas provocados pelas fases de menopausa e pós menopausa. Essa estratégia nutricional é baseada no consumo de alimentos frescos e in natura principalmente, e que sejam somente de origem vegetal.


A utilização de alguns suplementos também pode beneficiar essas mulheres, dentre os mais comuns utilizados nesses casos estão: fitoestrogênio, isoflavonas e aporte adequado de vitaminas e minerais. Sendo muito significativos para reduzir o calor excessivo e a secura vaginal. Mas, vale salientar que a alimentação adequada juntamente com a prática de atividade física, pode promover diversos benefícios para essas mulheres.