Alergias alimentares no 1º ano de vida



As alergias alimentares são uma doença com sintomas como inflamação da pele e do trato gastrointestinal, resultantes da ingestão de alimentos específicos. Os sintomas, na maioria dos casos, aparecem quando alimentos sólidos são introduzidos em associação com o desmame. Essas doenças tem se tornado um problema de saúde pediátrico em todo o mundo, e tem sido associado o desequilíbrio da microbiota do bebe desde o seu nascimento.

O estabelecimento de uma microbiota intestinal estável geralmente acompanha duas grandes transições na infância. A primeira transição ocorre logo após o nascimento, durante a lactação, e resulta no domínio da microbiota intestinal por Bifidobacterium. A segunda transição ocorre durante o período de desmame, com a introdução de alimentos sólidos.


O estabelecimento precoce da microbiota intestinal é afetado por vários fatores:


Alimentação da mãe na gestação

Estudos recentes revelaram a presença de microrganismos no líquido amniótico, membranas fetais , cordão umbilical , placenta e mecônio .

A microbiota do mecônio pode ser classificadas em dois tipos: o primeiro é menos diverso e dominado por bactérias da família Enterobacteriaceae e a outra é mais diversa e dominada por bactérias do filo Firmicutes , especialmente bactérias do ácido láctico. Essas comunidades microbianas diferem das microbiotas da vagina, fezes ou pele de uma mulher grávida, mas se assemelham à microbiota do líquido amniótico. Ou seja, o trato gastrointestinal de um feto pode ser colonizado por bactérias por meio do líquido amniótico que foi engolido durante o período gestacional, o que sugere que os microorganismos podem ser transferidos do intestino da mãe para o útero.


Modo nascimento

Vários estudos sugerem que o modo do nascimento afeta o desenvolvimento da microbiota intestinal no início da vida. Curiosamente, a microbiota intestinal de um recém-nascido se parece muito com a microbiota que encontrou durante o nascimento.

Em bebês com parto vaginal, as microbiotas intestinais se assemelham às microbiotas vaginais de suas mães, que são dominadas por Lactobacillus , Prevotella ou Sneathia , enquanto as microbiotas de bebês nascidos por cesariana são mais semelhantes à microbiota da pele, que é dominada por Staphylococcus , Corynebacterium e Propionibacterium .

Além disso, bebês nascidos de cesariana eletiva apresentam diversidade bacteriana particularmente baixa. O parto cesáreo tem sido associado a um risco aumentado de doenças imunológicas, como rinite alérgica, asma e doença celíaca.


Leite materno ou a alimentação com fórmula

A alimentação com leite materno e alimentação com fórmula, afetam muito o desenvolvimento da microbiota intestinal no início da vida.

O leite humano contém proteínas, gorduras e carboidratos, bem como imunoglobulinas e endocanabinóides. Os oligossacarídeos do leite humano, como o galactooligossacarídeo , são um dos principais componentes do leite materno, além disso o leite materno possui efeitos probiótico pois estimula, seletivamente, o desenvolvimento de uma microbiota rica em Bifidobacterium .

As fórmulas lácteas têm sido aprimoradas, pela inclusão de alguns oligossacarídeos, o que possibilita a formação de uma microbiota rica em Bifidobacterium, mas comparando com bebês amamentados, bebês alimentados com fórmula ainda têm características distintas de suas microbiotas, como a presença de C. difficile , que podem causar Inflamação do cólon.


Uso de antibióticos

O uso de antibióticos em bebês têm efeitos profundos no seu desenvolvimento da microbiota intestinal , isso porque muda a composição da microbiota intestinal em direção a uma alta abundância de bactérias gram negativas e baixa abundância de populações de bactérias gram positivas., além de diminuir a diversidade geral da microbiota infantil e selecionar bactérias resistentes a medicamentos.

Isso está diretamente ligado com o aumento do risco de desenvolvimento de doenças alérgicas, como asma, doença atópica e eczema.


Alimentos usados na introdução alimentar da criança

O repertório funcional da microbiota de uma criança muda durante o primeiro ano de vida, pois a microbiota inicial antes do desmame é enriquecida em bactérias com genes que facilitam a utilização do lactato, enquanto, após o desmame, os alimentos sólidos promovem o crescimento de bactérias enriquecidas em genes que codificam para permitir a utilização de uma variedade maior de carboidratos, síntese de vitaminas e degradação xenobiótica.

Ou seja, há uma grande mudança na comunidade microbiana intestinal com a introdução de alimentos sólidos, por isso é importante fazer escolhas saudáveis, como a utilização de alimentos in natura ou minimamente processados e a não utilização de produtos industrializados.


Se quiser ler mais sobre esse assunto, indico esses artigos:

  • Comberiati P, Costagliola G, D'Elios S, Peroni D. Prevention of Food Allergy: The Significance of Early Introduction. Medicina (Kaunas). 2019 Jun 30;55(7):323. doi: 10.3390/medicina55070323. PMID: 31261990; PMCID: PMC6681183.

  • Tanaka M, Nakayama J. Development of the gut microbiota in infancy and its impact on health in later life. Allergol Int. 2017 Oct;66(4):515-522. doi: 10.1016/j.alit.2017.07.010. Epub 2017 Aug 18. PMID: 28826938.

  • Knoop KA, McDonald KG, Coughlin PE, Kulkarni DH, Gustafsson JK, Rusconi B, John V, Ndao IM, Beigelman A, Good M, Warner BB, Elson CO, Hsieh CS, Hogan SP, Tarr PI, Newberry RD. A sincronização entre mães e filhos promove tolerância e limita a alergia. JCI Insight. 6 de agosto de 2020; 5 (15): e137943. doi: 10.1172 / jci.insight.137943. PMID: 32759496; PMCID: PMC7455068.